Senador Paulo Paim cobra mais investimentos para o SUS

O senador Paulo Paim (PT-RS) defende que o governo invista mais dinheiro no Sistema Único de Saúde (SUS) e critica o congelamento dos investimentos na área de saúde a partir da emenda constitucional que limitou o teto de gastos (EC 95).

Segundo o senador, em 2019 o prejuízo para o setor chegou a R$ 20 bilhões. O Conselho Nacional de Saúde, acrescentou, estima que em 20 anos de congelamento a perda será da ordem de R$ 400 bilhões. Ele defende que a Emenda do Teto de Gastos seja revogada.

Paim ressaltou que a crise da covid 19 vem demonstrando a importância do SUS para que o direito à saúde, como previsto na Constituição, seja assegurado para mais de 140 milhões de brasileiros.

— O SUS é extremamente importante para o país e para a nossa a gente. O SUS é do povo. Os governos não podem se omitir. A responsabilidade é enorme. Estamos falando de vidas, salvar vidas. Vida longa ao SUS. Que ele seja cada vez mais amplo, mais universal.

Paim explicou que é preciso reduzir a desigualdade regional que existe no sistema, ampliar a área de atuação e melhorar o atendimento.

— A desigualdade regional é gritante. No Sudeste a cobertura do SUS atinge cerca de 70% dos municípios. Na região Norte, apenas em torno de 4%. Temos que rever isso. Estima-se que 170 mil pacientes podem esperar até cinco anos por uma cirurgia não emergencial. Nos últimos anos perdemos 34 mil leitos hospitalares em instituições públicas. Uma situação inaceitável — enfatizou.

 

FONTE ORIGINAL DA MATÉRIA: Agência Senado

Compartilhar: